English Version
Projeto

Terra a Limpo

Estado de Mato Grosso - Gabinete de Articulação e Desenvolvimento Regional (GDR/MT)

Site oficial do projeto
Valor Total do Projeto
R$ 72.900.000,00
Valor do apoio do Fundo Amazônia
R$ 72.900.000,00
Natureza do Responsável
Estados
Temas
Local
Mato Grosso
Eixos
Ordenamento territorial
Contratado

Apresentação

Objetivos

Modernizar a gestão fundiária no estado e contribuir para a regularização fundiária de glebas públicas e assentamentos, estaduais e federais

Beneficiários

Ocupantes de assentamentos da reforma agrária e de glebas públicas, estaduais e federais

Abrangência territorial

Estado de Mato Grosso

Descrição

CONTEXTUALIZAÇÃO

O diagnóstico fundiário atual do estado de Mato Grosso é de parcial desatualização dos dados sobre os ocupantes dos assentamentos da reforma agrária e das glebas públicas e sobre o perímetro das parcelas de terra ocupadas, sobreposição de títulos, litígios agrários e fundiários, além da baixa integração entre os órgãos de gestão fundiária das esferas estadual e federal.

O PROJETO

O Terra a Limpo se propõe a contribuir para reduzir os conflitos de terra e os desmatamentos ilegais, e fortalecer a agricultura familiar nos municípios da Amazônia matogrossense, mediante a regularização fundiária de assentamentos e glebas públicas, estaduais e federais, e da modernização da gestão fundiária na esfera estadual, articulando-a com a da esfera federal.

O projeto integra o Programa Matogrossense de Municípios Sustentáveis (PMS), cujo objetivo é promover o desenvolvimento sustentável dos municípios por meio do fortalecimento da economia local, da melhoria da governança pública municipal, da promoção da segurança jurídica, da conservação dos recursos naturais, da recuperação ambiental e redução das desigualdades sociais.

LÓGICA DE INTERVENÇÃO

O projeto se insere na componente "Ordenamento Territorial" (3) do Quadro Lógico do Fundo Amazônia.

O diagnóstico fundiário da Amazônia aponta a ocorrência de sobreposição de títulos de propriedade, de desmatamento ilegal e “grilagem” (ocupação ilegal) de terras públicas, além de graves conflitos fundiários.

As atividades do projeto visam promover a regularização fundiária de terras públicas e de assentamentos da reforma agrária, bem como o aperfeiçoamento da gestão fundiária. Para tanto estão previstas atividades de: preservação do acervo documental do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat); renovação da infraestrutura física e de tecnologia da informação (TI) do Intermat; inserção dos dados e mapas dos títulos já existentes no acervo do Intermat no atual sistema estadual de gestão fundiária; georreferenciamento geodésico de imóveis rurais e glebas; identificação e levantamento socioeconômico dos ocupantes; inserção dos dados dos ocupantes e do georreferenciamento dos imóveis nos sistemas com sobreposições e conflitos identificados; realização de oficinas de mediação e resolução de conflitos e capacitação de servidores públicos em regularização fundiária.

Com as ações do projeto pretende-se ampliar a área do estado de Mato Grosso com situação fundiária regular nas competências do Instituto de Terras de Mato Grosso, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária e da Subsecretaria Extraordinária de Regularização Fundiária na Amazônia Legal, do governo federal.

Dessa forma, espera-se contribuir para a redução dos desmatamentos ilegais e dos conflitos pela posse da terra, bem como fortalecer a agricultura familiar nos municípios do estado de Mato Grosso. Em paralelo, o projeto pretende modernizar a infraestrutura da gestão fundiária na esfera estadual e promover sua articulação com a da esfera federal, contribuindo para a ocupação ordenada do território amazônico para além do período de sua implementação.

Clique na imagem abaixo para visualizar sua árvore de objetivos, ou seja, como se encadeiam os produtos e serviços do projeto com os efeitos diretos e indiretos esperados.
quadrologico

Evolução

Data da aprovação 02.04.2018
Data da contratação 26.06.2018
Prazo de execução 60 meses (a partir da data da contratação)
aprovação
02.04.2018
contratação
26.06.2018
conclusão

Desembolsos

data valor
1º desembolso 05.07.2018 R$ 6.320.250,00
2º desembolso 29.06.2022 R$ 7.147.500,00
Valor total desembolsado R$ 13.467.750,00

Valor total desembolsado em relação ao valor do apoio do Fundo Amazônia

18%

ATIVIDADES REALIZADAS

No que se refere à modernização da gestão fundiária, grande parte da reforma do edifício CERES, sede do Instituto de Terras de Mato Grosso (INTERMAT) foi concluída e foram realizados serviços de manutenção preventiva e corretiva dos arquivos deslizantes do prédio para cumprir com a adequação da infraestrutura de mobiliários do mesmo. 

Para aprimorar o parque tecnológico disponível para as atividades de regularização fundiária, bem como os equipamentos destinados às atividades de gestão fundiária no estado do Mato Grosso, foram adquiridos quatro equipamentos de hiperconvergência, desktops, equipamentos de nobreak, datashow e umidificadores de ar. 

No âmbito do plano de desenvolvimento profissional em gestão e regularização fundiária foram realizados dois cursos e seis iniciados. 

Cabe ressaltar também que 8431 pessoas foram diretamente beneficiadas pelo projeto, sendo 3361 mulheres e; 4680 imóveis rurais com situação fundiária regularizada, o que representa 248.327,86 hectares.

 

Avaliação Final